Gabriel Félix revela ameaças de morte e que pensava em desistir


Compreendo que as vezes a torcida vai longe, mas Gabriel, você também provocou Quem não se lembra daquele time horroroso na Libertadores 2018 (que tinha a cara do Campello!) onde os sujeitos mais criticados pela torcida, tiraram uma fotinha e numa rede social publicaram a foto com a legenda: 'de quem é a culpa?'

Os caras não tem ideia de como o vascaíno está revoltado com este século. O Vasco tem ido de mal a pior e os corruptos continuam ganhando seu dinheiro fácil e deixando o clube na mão de empréstimo atrás de empréstimos. (Eu mesmo nunca esperava ver Julio Brant pedir para a torcida virar sócio e ajudar a pagar a conta... para você vê onde estamos indo!) Então, uma torcida que é alvo de chacota todo o dia, com uma mídia imunda que cria ou aumenta as coisas para difamar a instituição e vem jogador, que leva a maior vida boa (que pode 'se esquivar' do problema caso queira - afinal, trocar de time é muito fácil) não tem ideia do sofrimento que é.

Não vou nem falar da época atual, apenas aquela da pior libertadores da história mesmo. O cara provoca onça com vara curta e depois quer reclamar? Já estamos com vontade de meter a porrada em alguém, muito mais ainda quando vemos que o nosso saco de pancadas venceu em 2014 de forma roubada e se gaba ainda por esse feito - gritando que estamos mais de 30 anos sem vencê-los numa final (o que não é verdade, tirando 2014 - vencemos a Copa Rio 93 - eu já até falei isso no blog!)

Vou te dizer a real: a primeira impressão que eu tive dele, foi a melhor possível. Não me lembro qual era o jogo, mas ele atuou muito bem. Não sei o que fez o 'gordinho' piorar tanto seu desempenho, mas ridicularizar a torcida que já não está tão feliz com a diretoria e os times que montam, foi pior para ele mesmo. Como foi noticiado aqui, o goleiro foi emprestado ao São Bento, e jogará a segunda divisão neste ano.

Em entrevista ao site Lance, o jogador afirmou que vai brigar pela posição no novo clube e ainda fez questão de revelar o tal episódio da foto que acabei de mencionar.

Venho procurando ter uma sequência de jogos. Acho que no Vasco eu não conseguiria ter essa sequência, devido ao Fernando e ao Sidão que estão lá e são mais experientes. Acho que aqui no São Bento, respeitando, claro, os outros goleiros, o Henal, o Paulo, eu venho brigar por posição, para poder ter uma sequência ao longo do campeonato.

Foi um erro, fomos infelizes na postagem. Acabei indo pela cabeça dos outros. Vimos como uma brincadeira e acabamos não pensando nas consequências. Foi difícil, porque vazaram meu contato para a torcida. Teve ameaça de morte, não podia sair de casa. Para ir treinar, tinha que ser no carro do meu empresário, porque o meu a torcida conhecia. Minha família toda em Mato Grosso preocupada, então foi um momento muito difícil. Fiquei uma semana treinando separado. Mais difícil ainda foi quando fui reintegrado. Foi numa quinta-feira, e no sábado tinha clássico contra o Botafogo, em São Januário. Fui relacionado. Quando eu subi a escada, fui muito vaiado, muito xingado. Ali foi um momento que eu pensei em parar. Fui da base, sempre sonhei em estar ali em São Januário. Foi bem difícil, mas superei

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.