O Vasco já venceu o Palmeiras numa situação muito pior


Após compartilhar aqui no blog sobre as palavras de Sidão exaltando a torcida, como também, explicando sobre o próximo jogo (que é contra o Palmeiras, aliás!) Decidi pesquisar entre as postagens mais antigas para ver se o Vasco venceu o líder do campeonato recentemente. 

Essa postagem é apenas para dizer que sim: PODEMOS VENCER O ATUAL LÍDER DO CAMPEONATO. E não é só porque os mesmos perderam para o Ceará, mas sim, que tudo é possível no futebol. (Vou deixar um vídeo de narração de zoeira da época para você entender melhor a situação). Pois bem, em 2015 o Vasco foi rebaixado pela terceira vez e foi conhecido como o ano da Sibéria - onde Eurico Miranda teria alegado que se o time fosse rebaixado, ele iria morar na Sibéria. Foi ainda, um dos mais difíceis para o torcedor vascaíno, quando o clube ficou estacionado nos 19 pontos no mês de Agosto e a distância da lanterna para vice-lanterna já era de 9 pontos.

Foi o mesmo ano em que Nenê veio pro Vasco e o quase salvou daquele destino cruel. Foi o ano que o Palmeiras já se apresentava forte, com chances de título. Numa situação muito mais desagradável do que a de hoje, pois eram pontos decisivos para os dois times - imagina como seria o ambiente do Vasco naquele momento: torcida insatisfeita com time, clube que não corresponde em campo e ainda teria que pegar numa reta final, uma das equipes mais fortes do campeonato que iriam para vencer...

Não posso dizer que o time que temos hoje é melhor ou pior que de 2015, mas toda a confusão politica de hoje e tudo aquilo que tem atrapalhado o clube, já pairava o ambiente. Ainda mais de um time que se não me engano, o Vasco já tinha levado goleada de 3x0 da Ponte Preta dentro de São Januário (no início do campeonato, o que não deixa de ser trágico). E mesmo assim, surpreendeu todo mundo ao vencer um time muito superior com a situação toda contrária, então, porque duvidar hoje em uma situação bem mais branda?

Eu tenho total certeza que vamos ganhar... porque motivos para acreditar, não me faltam!

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.